Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
24-03-2019 | 12:08
GERAL06/04/2016 às 12:00

Igreja católica muda ritual para evitar contágio da gripe A

Igreja católica muda ritual para evitar contágio da gripe A
Foto:Piá de Água Benta será desativada

Para evitar o contágio da gripe H1N1, a Arquidiocese de Florianópolis emitiu um comunicado na última segunda-feira (4) anunciando mudanças no ritual litúrgico das celebrações da igreja católica. De acordo com a nota, assinada pelo arcebispo Dom Wilson Tadeu Jönck, a alteração visa colaborar com as autoridades sanitárias devido a difusão da gripe com vítimas fatais.

Entre as recomendações estão: desativar a pia de Água Benta, evitar dar as mãos ao rezar, o fim da saudação de paz e a distribuição da hóstia nas mãos dos fiéis - normalmente é feita na boca. “Sabemos que, em momentos como este em que a nossa sociedade está vivendo, o pânico é um comportamento prejudicial e ineficaz. Não se pode, por outro lado, deixar de tomar medidas que, embora simples, são de grande eficácia para impedir a difusão de um vírus como o H1N1”, justificou o arcebispo.

Orientações

1º) Aproveitar as reuniões, os encontros e outros contatos com paroquianos, a fim de esclarecê-los sobre as medidas preventivas indicadas pelas autoridades competentes para se evitar o contágio com a doença e, se for o caso, para se verificar o modo de trata-la;

2º) Manter os ambientes da igreja (salões paroquiais e salas de reuniões) sempre bem arejados;

3º) Desativar a pia de Água Benta na entrada das igrejas;

4º) Evitar apertos de mão dos Ministros da Acolhida, na entrada do povo para as celebrações;

5º) Nas celebrações, evitar tanto o gesto de dar as mãos durante a oração do Pai Nosso, como a saudação da Paz;

6º) A Sagrada Comunhão deve ser distribuída nas mãos dos comungantes;

7º) Evitar a distribuição da Sagrada Comunhão sob as duas espécies;

8º) Ministros da Comunhão que estiverem gripados ou resfriados não devem auxiliar na distribuição da Sagrada Comunhão, enquanto estiverem doentes;

9º) Mais do que nunca, os Ministros devem observar a norma de lavra as mãos antes e depois da distribuição da Sagrada Comunhão;

10º) Colaborar com a difusão de cartazes, folders e folhetos orientativos sobre os cuidados essenciais com a saúde e de prevenção contra a gripe e expô-los de forma visível, em locais de circulação dos fiéis;  

11º) Recomendar aos paroquianos que se estiverem gripados ou resfriados que evitem participar das reuniões promovidas pelas pastorais paroquiais, até que estejam curados da doença.

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui