Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
23-02-2017 | 11:29
POLÍCIA17/05/2016 às 16:00

Grupo Safira acusado de participação em morte de jovem no Paraguai

Grupo Safira acusado de participação em morte de jovem no Paraguai
Foto:Arquivo pessoal

Integrantes do Grupo Safira (Santo Cristo/RS) estão sendo acusados pelas autoridades paraguaias de estarem envolvidos no assassinato da jovem Jéssica Lovatto de Oliveira, 19 anos. A informação foi divulgada nesta terça-feira (17) pelo jornal paraguaio ABC Color.

O crime ocorreu na madrugada do domingo (8), durante a realização da Expo Santa Rita, evento que os músicos participaram naquele país. O corpo da vítima foi encontrado na manhã seguinte dentro de um bueiro, próximo à feira. Ela teria sido estrangulada e abusada sexualmente.

O jornal teve acesso às imagens da feira, que foram fornecidas para a polícia. O veículo de comunicação diz que a jovem trabalhou em um sand, depois saiu com o amigo Denis Feliciano Rodriguez, 22 anos, para vender bebidas na arena, onde aconteciam as apresentações musicais. Lá ela foi apresentada ao grupo.

As imagens mostram o momento que Jéssica e Denis caminham até o fundo do palco no final do show, por volta das 2h25min da madrugada. Três minutos depois, 2h28min, o rapaz deixa o local sozinho. Horas mais tarde o corpo de Jéssica é encontrado abandonado.

Com base em declarações, os investigadores concluíram que Jéssica permaneceu até as primeiras horas da manhã na Expo para atender integrantes do grupo. Uma vez que as imagens revelam que ela não deixou o local, reforça que o crime possa ter ocorrido dentro do ônibus do grupo, que estava estacionado atrás do palco.

O promotor Erico Avalos informou em entrevista em uma emissora de rádio que será emitido o mandado de prisão para extradição dos sete músicos.

Denis Feliciano Rodriguez foi preso no domingo (8), pois, segundo as evidências, foi o último a ter contato com a jovem. Tanto no celular dele, quanto no dela, foram encontradas varias mensagens trocadas por eles na noite do crime.

Grupo se manifesta 

O Portal Caco da Rosa encaminhou email para o contato do Grupo Safira, mas não obteve resposta. Nesta quarta-feira (18) a banda se manifestou em sua página no facebook, se declarando inocente.

“O Grupo Safira com mais de 30 anos de historia limpa se declara inocente das acusações das redes sociais e as investigações da justiça do Paraguay vão provar que o componente do safira é inocente”.

Veja as imagens abaixo:

Comentários
Publicidade
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui