Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
24-05-2017 | 10:28
POLÍCIA28/08/2016 às 07:55

Adolescente morre atropelado na BR-282, em Joaçaba

Adolescente morre atropelado na BR-282, em Joaçaba
Foto:Bombeiros encontraram o jovem sem os sinais vitais

Um adolescente de 16 anos morreu ao ser atropelado por um veículo na madrugada deste domingo (28) na BR-282, em frente ao CPJ – Centro de Promoções de Joaçaba, onde acontecia um baile de formatura. Bombeiros foram acionados por volta das 4h30min, mas encontraram Andrei Ramos sem os sinais vitais.

Testemunhas relataram à Polícia Militar que o jovem estava com três colegas, quando o motorista de um Jetta branco passou pelo local, fez o retorno e jogou o veículo sobre a vítima. Três rapazes estavam no carro, sendo um reconhecido. As informações foram repassadas a Polícia Rodoviária Federal.

O IGP/IML recolheu o corpo para necropsia.  

Crime esclarecido

O delegado Antônio Lucas informou na tarde deste domingo (28) que o autor que matou o adolescente e feriu outros três na madrugada deste domingo (28) BR-282, foi identificado e preso. Trata se de Luan Fábio Paiva, 23 anos, o qual atropelou de forma proposital quatro indivíduos que caminhavam no acostamento da rodovia, retornando de uma festa no CPJ com um Jetta.

“Foi apreendido o veículo utilizado no crime, no qual verificou-se as marcas do acidente. O autor foi autuado no crime de homicídio qualificado consumado contra uma vítima, e tentando contra três”, informou o delegado. As investigações foram realizadas pela DIC Joacaba e pelo Plantão Joacaba. “Parabéns pelo comprometimento e rápida resposta. Agradeço em nome da Polícia Civil à dedicação do delegado Antônio Lucas e dos agentes de Polícia Bruno Barbosa e Maneco”, enalteceu o delegado regional, Daniel Régis.

Nota da defesa à imprensa

Sobre a prisão do jovem Luan Paiva na manhã deste domingo (28), sob a acusação de ter atropelado Andrei Ramos na madrugada, os Procuradores do suposto acusado vêm informar que tudo o que foi noticiado nos veículos de comunicação até o presente momento apenas levou em conta a versão das testemunhas, mas que não corresponde com a verdade dos fatos, pois o suposto acusado em momento algum agiu com o intuito de cometer crime de homicídio, o que será amplamente comprovado no decorrer da instrução do Inquérito Policial.  Importante ressaltar que as testemunhas ocultaram fatos importantes que dão plena e cabal conta da inocência do acusado, sendo que tais provas serão apresentadas em momento oportuno.

Joaçaba, 28 de agosto de 2016

Bruno Luiz Martinazzo e Cyro Thiago Rech

Comentários
Publicidade
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui