Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
22-08-2019 | 02:37
GERAL25/10/2016 às 10:30

Instabilidade provocou chuva volumosa em Santa Catarina

Instabilidade provocou chuva volumosa em Santa Catarina
Foto:Alagamentos em Caçador (Foto: Caçador Online/Divulgação)

A instabilidade que se intensificou durante a tarde de segunda-feira (24) provocou chuva intensa e volumosa em Santa Catarina, começando pelo Planalto Sul e seguindo na direção das regiões Oeste e Meio-Oeste no decorrer da noite. Os volumes mais significativos de chuva foram registrados no Oeste, em Pinhalzinho (87 mm) e no Meio-Oeste, em Caçador (81,2 mm).

Nesta terça-feira, a chuva deve continuar. A previsão indica chuva em todo o Estado, com intensidade moderada a forte no decorrer do dia, especialmente no Oeste. Há risco de temporais isolados com queda de granizo e rajadas fortes de vento (acima de 60km/h) do Oeste ao Planalto.

Conforme o setor de meteorologia da Epagri/Ciram, na quarta-feira (26) o tempo segue instável com chuva em todas as regiões e risco de temporais isolados com chuva forte, granizo e rajadas fortes de vento (acima de 60km/h), sobretudo no Oeste, Meio-Oeste, Planaltos e Vale do Itajaí.

Estragos em municípios de Santa Catarina

A chuva forte causou estragos e alagamentos, com risco de deslizamentos de terra, em alguns municípios de Santa Catarina nesta segunda-feira. Em Itapiranga, no Extremo-Oeste, o vendaval destelhou uma residência e derrubou árvores em via pública. Quatro pessoas foram afetadas. O Corpo de Bombeiros entregou lona para cobrir a casa atingida.

Em Bom Jardim da Serra, na Serra catarinense, o granizo, com pedras pequenas em grande quantidade, causou danos na fruticultura no interior do município na localidade de Altos da Boa Vista. Os danos materiais estão em levantamento pela Defesa Civil.

No município de Caçador, no Meio-Oeste, a chuva causou alagamentos no Bairro Der, provocando deslizamentos de terra que atingiu residências e interditou rodovias.

Em Xanxerê, no Oeste, foram registrados alagamentos pontuais no centro e no bairro Tonal, além da queda de um muro na Escola Municipal Pequeno Príncipe. A Defesa Civil municipal realiza levantamento dos danos.

Conforme o setor de meteorologia da Epagri/Ciram, a instabilidade ganhou força devido a um intenso sistema de baixa pressão no nordeste da Argentina e ao forte calor, com temperatura máxima superior a 30°C no Oeste, Meio-Oeste e em Urussanga (31,9°C), no Litoral Sul.

Os meteorologistas da Epagri/Ciram, solicitam que as pessoas acompanhem diariamente os avisos meteorológicos de curto prazo (de 1 até 3 horas de antecedência) nas redes sociais e páginas oficiais da Epagri/Ciram e da Defesa Civil.

Fonte: Epagri/Ciram

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui