Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
22-08-2019 | 03:53
JOAÇABA22/04/2013 às 13:30

Sesc apresenta nesta segunda em Joaçaba, o premiado espetáculo “Cru”

Peça tem entrada franca e classificação 16 anos
Sesc apresenta nesta segunda em Joaçaba, o premiado espetáculo “Cru”
Foto:Divulgação

Nesta segunda-feira (22) o SESC apresenta às 20h no Teatro Alfredo Sigwalt em Joaçaba, o premiado espetáculo "CRU" com Cia. Plágio de Teatro (Brasília/DF). O espetáculo tem entrada gratuita, e classificação 16 anos.

Com mais 150 apresentações, um público de 20 mil pessoas e 13 prêmios na bagagem, o espetáculo “Cru”, da Cia. Plágio de Teatro, de Brasília, está passando por Santa Catarina em apresentações promovidas pelo Sesc. A turnê iniciou em Florianópolis, passou por Brusque, Lages, Joaçaba nesta segunda(22) e Chapecó nesta terça-feira(23).

Dirigida por Sérgio Sartório e Alexandre Ribondi, autor da história, a peça apresenta a violência, o amor e as contradições do ser humano, a partir de uma ambientação naturalista. A trama se passa em um açougue comandado pelo travesti Frutinha (papel de Vinícius Ferreira) numa beira de estrada do Planalto Central. Por lá, um evangélico identificado como Zé (Chico Sant’Anna) procura os serviços do matador de aluguel Cunha (interpretado por Sérgio Sartório). Observados permanentemente por Frutinha, os dois acertam os detalhes do serviço a ser contratado. Durante a conversa que tem, lembranças, memórias e antigas dívidas, vem à tona, para desaguar num final que surpreende, pela violência e pela surpresa que provoca.

“É do encontro dessas três pessoas que nasce a trama de ‘Cru’, que diz respeito a todos nós, reféns da violência e do medo urbano. Violência esta, que não pode ser explicada apenas pelas injustiças sociais. Em que ponto da alma nascem as agressões e o perigo? Porque queremos matar? E mais do que tudo, porque queremos morrer. Os personagens constroem suas vidas, mas também constroem suas mortes. E falam delas”, destaca Sérgio Sartório.

A Cia. Plágio de Teatro nasceu em 2007, com o encontro do diretor, dramaturgo e ator Alexandre Ribondi com o ator, cenógrafo e iluminador Sérgio Sartório. Desde então, tem trabalhado com nomes significativos do teatro e também tem mantido um repertório que se destaca pela busca incessante de variedade de temas, linguagem e público.




Fonte: caco da rosa

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui