Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
20-07-2019 | 07:20
JOAÇABA17/11/2016 às 15:30

Cerca de 70 pessoas podem ter sido lesadas na emissão de RG

Cerca de 70 pessoas podem ter sido lesadas na emissão de RG
Foto:João Barneche, gerente da 8ª Mesorregião do IGP/Joaçaba

O IGP (Instituto Geral de Perícias) estima que aproximadamente 70 pessoas foram lesadas pelo servidor da Prefeitura de Capinzal na emissão de Carteiras de Identidades (RG). A informação foi repassada em entrevista coletiva (áudio abaixo), na tarde desta quinta-feira (17), pelo gerente da 8ª Mesorregião do IGP, João Barneche.

De acordo com ele, 25 pessoas procuraram o órgão para denunciar as irregularidades, sendo confeccionados 13 boletins de ocorrências. “Temos informação que outras pessoas também foram lesadas, por isso orientamos para que também façam o registro na Delegacia”, comentou Barneche, que afirma não ter como precisar no momento desde quando o “esquema” estava acontecendo. “Provavelmente desde que ele atua no posto, mas isso vai ser apurado”. 

Conforme as denúncias, que são alvo de um inquérito policial, o servidor público alegava problema na impressão da guia de pagamento da taxa de R$ 32,74. Ele se comprometia a pagar e segurava o dinheiro, porém, ao retornarem para buscar o documento as pessoas eram informadas que havia ocorrido atraso por conta de falha no sistema. Muitos tiveram que realizar todo o procedimento novamente, inclusive pagar de novo a taxa.

“Não temos como fazer a fiscalização do atendimento, fazemos quanto a qualidade e controle de expedição via sistema, por isso o servidor deve ser idôneo. Nossa função é administrativa, e como tal afastamos aquele servidor e cancelamos sua senha ao sistema. Ao IGP cabe isso, como o órgão que faz a gestão da identidade”, explicou o gerente da Mesorregião.

Desde o afastamento do servidor, o posto do município de Ouro tem realizado o atendimento, gerando filas e reclamações, já que também está absorvendo a demanda de Lacerdópolis, Zortéa e Campos Novos. “Para que a situação seja normalizada, dependemos exclusivamente do prefeito nomear outro servidor”, esclareceu.

Ressarcimento

Barneche também informou que o Estado estará ressarcindo as pessoas lesadas. “O cidadão deve fazer o boletim da ocorrência e procurar nossa sede aqui em Joaçaba. Ele será isento de pagar qualquer outra taxa, e terá seu documento em até 15 dias”, explicou, ao comentar que o servidor será responsabilizado e terá que arcar com o prejuízo do Estado, pois vai responder o processo criminal.

Como funcionam os postos do IGP?

O IGP de Joaçaba comanda 14 municípios, tendo sedes em Videira, Caçador, Campos Novos e Porto União. Para evitar que as pessoas percorram longas distâncias para obter o documento, a Secretaria de Segurança Pública firma convênio com os municípios. A Prefeitura cede uma sala adequada e um servidor, cabendo ao IGP fornecer o sistema de identidade para registro e o treinamento do servidor.

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui