Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
22-10-2018 | 02:32
REGIÃO18/01/2017 às 17:20

Concordiense aguardou mais de 12 anos para conhecer Zezé e Luciano

Concordiense aguardou mais de 12 anos para conhecer Zezé e Luciano
Foto:Divulgação

A noite da última sexta-feira (13) foi inesquecível para Tainara Hoeckler, 23 anos. Após uma longa espera, a concordiense finalmente realizou seu sonho: conhecer a dupla sertaneja Zezé Di Camargo e Luciano. O mesmo sonho era compartilhado por seu tio Valdecir Hoeckler, que faleceu de forma trágica no dia 06 de agosto de 2003, sem conhecer os cantores que marcaram a sua vida.

A paixão pela música sertaneja de Zezé Di Camargo e Luciano, uma das duplas mais reconhecidas do cenário nacional, começou logo cedo na vida de Tainara. Traduzida como “Dois corações e uma história”, a então criança, acompanhada por seu tio, dedicou boa parte de sua infância acompanhando a carreira fenomenal dos “Dois filhos de Francisco”. Ao recordar os momentos, emocionada, a fã diz que por diversas vezes esteve com seu tio cantando as músicas da dupla. “Era intenso mesmo. Durante nossas caminhadas, passeios e viagens, por incontáveis vezes, nos pegávamos cantando as músicas como forma de expressar o nosso carinho por eles que, até então, estavam tão longe da gente”, lembrou.

A admiração era tamanha que “até mesmo os pequenos valores que ganhava de minha família serviam para comprar a última fita, o último CD ou qualquer novidade da dupla que meu tio me ensinou a gostar”, relatou.

O desejo de assistir um show e até mesmo conhecer a dupla era tão grande que, em 2002, durante a realização da ExpoConcórdia, Tainara recorda que seu tio Valdecir disse que no ano de 2004 esperava ver Zezé Di Camargo e Luciano animando a população concordiense, durante uma nova edição da Expo. A criança, ao ouvir o desejo de seu tio navegou em sonhos e pensamentos de como seria estar frente a frente com seus ídolos.

Nesse período, eis que uma tragédia abala a família e o sonho é interrompido. Como um golpe do destino, no dia 06 de agosto de 2003, inexplicavelmente, Valdecir perde sua vida em um acidente automobilístico. Em meio a tristeza, o desejo de conhecer a dupla ficou pelo caminho e Tainara, ao relembrar o fato, percebe que ainda “tá faltando alguém aqui”. Naquele momento, a criança assumiu o compromisso de entregar aos cantores uma lembrança em nome do seu tio.

Um ano depois da morte de seu tio, ainda consternada com o fato trágico, Tainara recebe a programação de shows da ExpoConcórdia e, naquele momento, uma mistura de emoção, tristeza e alegria. Em uma das datas, a cartaz estampava: Show Nacional com Zezé Di Camargo e Luciano. Era a confirmação do que foi previsto por Valdecir em 2002.

Para cumprir aquilo que o seu tio sempre desejou, a fã fez tudo o que foi possível para estar no evento que, segundo ela, foi memorável. Inclusive, um ursinho e uma carta contando toda a história foi preparada para ser entregue aos cantores. “Chegamos lá e estava muito cheio. Ficamos bem atrás e, devagarinho, passando pelos pequenos espaços deixados pela multidão e com a ajuda de um segurança que era amigo da minha família, chegamos até a frente do palco. Infelizmente, a estrutura era muito grande e não consegui entregar os presentes que havia levado”, lembrou.

Como “Marcas do que se foi”, o sonho de ficar pertinho dos ídolos novamente foi interrompido. “A cada música que eu ouvia, lembrava do meu tio e as lágrimas caíam naturalmente como uma dor sem cura”, recorda. Mesmo assim, “Sem medo de ser feliz”, ao longo dos 12 anos que se passaram, a vontade de conhecer a dupla e contar a história de seu tio continuou firme na vida de Tainara.

Eis que em janeiro deste ano, uma nova oportunidade de realizar o sonho. No dia 13, sexta-feira, Show Nacional com Zezé Di Camargo e Luciano em Concórdia. Com o objetivo bem definido, Tainara, novamente, prestes a ter em sua cidade a condição de realizar o sonho que também era compartilhado por seu tio, iniciou uma grande movimentação para que fosse possível a sua chegada até o camarim da dupla sertaneja. Em meio a diversas tentativas, o contato com o organizador do show foi o caminho para a concretização do sonho.

Naquele dia, a realização do sonho teve três grandes momentos. O primeiro aconteceu durante a tarde. Depois de esperar mais de duas horas, aconteceu o encontrou com Luciano no hotel onde ele estava hospedado. No local, uma foto foi feita para registrar o momento.

Para que tudo aquilo que o tio planejou fosse realizado, faltava conversar com Zezé Di Camargo. Interpretada como uma providência Divina, ela recebeu uma ligação do organizador do show dizendo que o vocalista da dupla estava em uma academia e que era preciso ir rápido até o local. “Estava passando aspirador de pó na casa quando o telefone tocou. Atendi e o homem disse que era para ir urgente até a academia. Me arrumei rapidamente e fui até lá. Cheguei e fiquei do lado de fora só esperando o momento para encontrar o Zezé e poder contar toda a história. Ao vê-lo passar próximo de mim, a emoção foi tanta que não me contive e comecei a chorar. Comovido, Zezé pediu para que o segurança anotasse meu telefone para que eu tivesse acesso ao camarim. Foi simplesmente inesquecível”, comentou. Na academia, uma foto foi tirada como recordação.

Já em casa, se preparando para o show, outro grande momento de muita emoção e nostalgia. “Estava em meu quarto me arrumando para ir ao show quando minha mãe me entregou a carta, que em 2004 eu tentei entregar para eles e não foi possível. Foi um momento de muita emoção, o choro foi natural, afinal eu não sabia que a carta havia sido guardada. Lembrei rapidamente da presença do meu tio em minha vida”, relata emocionada.

Tainara foi então ao show e conseguiu realizar o sonho que durante boa parte da sua vida foi compartilhado com o seu tio completando os três grandes momentos que teve com a dupla.  “Acredito que foi Deus, um encontro que foi programado há tempos e só foi possível acontecer agora. O tio Valdecir não está mais conosco, mas de onde estiver, tenho certeza que, ficou animado com a nossa conquista”.

A entrega da carta

Guardada por 12 anos, finalmente a carta foi entregue à Zezé. “Como diz a carta: o sonho dele era conhecer vocês e ele nunca desistiu e eu sou assim até hoje nunca desisti. Por esse motivo, consegui cumprir com a missão que assumi de encontrar a dupla. Afinal, tio Valdecir, com 33 anos, nos deixou sem conhecer de perto os cantores que ele admirava, colecionava os CDs e cantava as suas músicas”, explicou.

O final desta história pode ser traduzido por meio da música “Vai dar tudo certo”, uma das faixas mais tocadas de Zezé Di Camargo e Luciano. “Quando a gente coloca a nossa fé em ação dá tudo certo. Se meu tio não desistiria, por que eu faria diferente? Estou muito feliz e agradeço a Deus e a proteção do tio Valdecir, que lá de cima me guiou neste que foi um dos momentos mais emocionantes da minha vida”, finalizou.

Fonte: Angelo Junior Radavelli, especial para o Portal Caco da Rosa

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui