Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
21-09-2017 | 05:35
CARNAVAL19/04/2017 às 19:30

Liga apresenta prestação de contas do Carnaval 2017

Liga apresenta prestação de contas do Carnaval 2017
Foto:Dihego Joe Müller, presidente da Liesjho

“O Carnaval de Joaçaba estava na UTI, agora já está no quarto”, assim definiu o presidente da Liga das Escolas de Samba de Joaçaba e Herval d´Oeste (Liesjho), Dihego Joe Müller, durante entrevista coletiva com a imprensa na tarde desta quarta-feira (19). Ao lado do tesoureiro Arli da Silva, o presidente apresentou a prestação de contas do evento realizado em 2017.

Dihego fez questão de esclarecer que assumiu a Liga zerada e “inabilitada”, sendo que emprestou R$ 46 mil do seu dinheiro para quitar as contas mensais (aluguel da sala, luz, telefone, água e salário da secretária). “Assumimos em agosto e ficamos trabalhando até dezembro com as pendências, sem conseguir pensar no evento de 2017. Estávamos com a Liga inabilitada, e isso muita gente não sabe. Eram muitas incógnitas, sem saber se conseguiríamos realizar o evento, mesmo com as escolas praticamente montadas”, desabafou o presidente, ao esclarecer que o projeto de captação da Lei Rouanet foi liberado apenas no dia 30 de dezembro. “Naquele momento batemos o martelo e resolvemos promover o evento”.

Mesmo diante das dificuldades encontradas e da crise, que também refletiu no evento, o presidente da Liga avaliou que o saldo foi positivo. “Conseguimos fazer um Carnaval com sucesso, gastando 50% menos que no ano anterior e sem recurso público, pois os R$ 600 mil repassados pela Prefeitura foram divididos entre as escolas de samba”. De acordo com ele, a proposta de popularizar o carnaval também foi atingida, com a liberação de 1.500 lugares gratuitos ao longo da Avenida e com a novidade do trio elétrico, que atraiu 10 mil pessoas, mesmo com a Arena do Carnafolia lotada.

Dívida

“Hoje temos uma dívida em torno de R$ 800 mil, não tenho motivos para esconder, mas que será quitada com os recursos da Lei Rouanet, pois temos até agosto para captar os R$ 2 milhões do projeto”, informou Dihego. De acordo com ele, o Carnaval de Joaçaba custou cerca de R$ 1,5 milhão, (R$ 988 mil da Avenida e R$ 541 mil da Carnafolia).

O tesoureiro Arli da Silva mostrou o extrato da Lei Rouanet, sendo captados até o momento R$ 290 mil com as empresas. Deste valor, R$ 55 mil serão destinados para a Aliança e R$ 28 mil para a Unidos, escolas que conseguiram captar de forma independente. “Temos 207 mil para utilizar, mas não está disponível. Precisamos captar 20% dos R$ 2 milhões do projeto para poder mexer no recurso”, explicou. “Tínhamos a expectativa de fazer a prestação de contas com tudo pago, com o primeiro trimestre já captado, mas as empresas não tiveram o lucro esperado e algumas promessas de depósitos ainda não se efetivaram. Mas todos os fornecedores serão pagos”, garantiu Dihego.

“Joaçaba é uma cidade pequena que faz um evento de cidade grande. Mesmo que conseguíssemos o apoio das empresas do município, que podem contribuir através da Lei Rouanet, ainda assim teríamos que buscar empresas de fora”, defendeu o tesoureiro. “Tivemos a promessa de políticos, que segundo eles, já haviam entrado em contado com empresas de fora, mas isso ainda não chegou”, justificou.  

Carnafolia teve lucro

Os dirigentes também informaram que o evento realizado na Praça da Catedral foi lucrativo, apesar do público ser menor, pois a Liga teve que assinar um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) com o Ministério Público limitando o público, que antes de 7 mil pessoas por noite, para 4 mil pessoas por noite na Arena Skol. Aproximadamente 15 mil pessoas passaram pelo evento durante as cinco noites.

“Tivemos um lucro de R$ 47 mil. A receita foi de R$ 588 mil e as despesas de R$ 541 mil, mas muitas contas da Avenida foram pagos com o dinheiro do Carnafolia”.

Carnamotos

“Me questionaram sobre o evento. Era realizado pela Liga, mas quando assumimos passou a ser organizado pela Unidos do Herval. Não me perguntem os motivos que não sei, tem que questionar o presidente da Unidos”.

Resumo carnaval 2017 - Avenida

Receitas: (+) R$ 135.097,00
Despesas: (-) R$ 988.949,85
Devedor: (-) R$ 853.852,85

Resumo carnaval 2017 – Carnafolia

Praça Alimentação R$ 7.000,00
Patrocínio Skol R$ 176.000,00
Blocos R$ 190.000,00
Pagantes R$ 161.000,00
Bar R$ 54.000,00
Total receitas R$ 588.000,00

Total receitas R$ 588.000,00
Total de despesas - R$ 541.266,24
Total - Lucro (+) R$ 46.773,76

Assim que a LIESJHO efetivar todos os pagamentos, a prestação de contas documental ficará disponível.

Ouça abaixo parte da entrevista:

Comentários
Publicidade
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui