Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
15-12-2018 | 01:27
SAÚDE02/03/2018 às 14:30

Lançada campanha pela valorização do profissional de Enfermagem

Lançada campanha pela valorização do profissional de Enfermagem
Foto:Kate Middleton, patrona do programa

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e Kate Middleton lançaram na última terça-feira (27) a iniciativa Enfermagem Agora, um projeto de três anos em prol da valorização dos enfermeiros, enfermeiras e parteiras. Embora essenciais no atendimento à população, esses profissionais nem sempre têm suas contribuições reconhecidas em políticas nacionais de saúde. A duquesa de Cambridge foi nomeada patrona do programa, que será implementado com o Conselho Internacional de Enfermeiros.

A ONU estima que faltarão 9 milhões de enfermeiros, enfermeiras e parteiras no mercado para satisfazer as necessidades médicas do planeta até 2030. Com a Enfermagem Agora, um dos objetivos da OMS é suprir essa carência, estimulando a criação de programas de treinamento e empregabilidade.

Outras metas, com prazo para 2020, incluem o estabelecimento de redes globais de pesquisa e liderança política na área de enfermagem. A estratégia da OMS visa ainda garantir que 75% dos países tenham um organismo de governança da enfermagem dentro das instâncias mais altas de gestão nacional da saúde.

Em três anos, a Enfermagem Agora também quer que todas as políticas globais e nacionais reconheçam o papel desempenhado pelos enfermeiros no cumprimento de objetivos de saúde pública. A iniciativa da agência da ONU mobilizará governos para a adoção de planos de desenvolvimento voltados para essa categoria profissional.

De acordo com a OMS, programas para promover a cobertura universal de saúde também terão de apresentar propostas específicas para aprimorar a atuação dos enfermeiros, que são os profissionais de atendimento mais próximos da comunidade.

Durante a cerimônia de lançamento da iniciativa, no Hospital de São Tomé, em Londres, Kate Middleton, lembrou que sua bisavó trabalhou como enfermeira voluntária para a Cruz Vermelha, onde “aprendeu sobre o carinho e a compaixão que às vezes somente os enfermeiros podem dar”.

A duquesa alertou que, até 2030, será preciso formar 2 mil enfermeiros por dia para atender ao conjunto da população mundial. “Isso mostra que temos de agir agora para formar e apoiar enfermeiros com as habilidades e talento para lidar com as futuras necessidades globais de saúde”, completou.

 

Fonte: ONU/BR

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui