Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
15-12-2018 | 12:05
ESTADO30/04/2018 às 09:30

Santa Catarina é destaque por ser o Estado menos desigual do país

Santa Catarina é destaque por ser o Estado menos desigual do país
Foto:Florianópolis, capital do Estado

Após ser apontado como o Estado com a cidade mais segura do Brasil, no programa Fantástico do dia 22 de abril, Santa Catarina volta a ser destaque nacional esta semana. Reportagem da Folha de S. Paulo, deste domingo, 28 de abril, ressaltou o espírito empreendedor e a diversidade econômica que impulsionam os catarinenses. “O Estado está bem. A nossa indústria se desenvolve, geramos mais emprego do que qualquer outro estado brasileiro em 2017 e estamos em segundo lugar este ano, só atrás de São Paulo. Temos a tecnologia e inovação avançando. Há bons exemplos nas mais diversas áreas”, destaca o governador Eduardo Pinho Moreira.

Para o governador, o grande desafio da gestão pública é a burocracia e o enxugamento da máquina. “É hora de enfrentar esta realidade e garantir que esse crescimento econômico aumente e garanta mais desenvolvimento e qualidade de vida à população”, afirma.

Com medidas austeras, cortes e otimização de recursos, em 2018 Santa Catarina conquistou avanços importantes em setores priorizados pelo Executivo estadual. Na saúde, por exemplo, a revisão de contratos em poucos meses garantiu uma economia mais de R$ 9 milhões aos cofres públicos. O abastecimento de insumos e medicamentos passou de 36% para cerca de 81%. Em alguns medicamentos, o governo catarinense passou a economizar 50% do valor da compra. “Economia que é revertida em serviços, melhorando o atendimento à população”, explica Eduardo Pinho Moreira.

ESTADO MENOS DESIGUAL

De acordo com a reportagem da Folha de S. Paulo, Santa Catarina é o Estado menos desigual do país e dribla a crise gerando empregos. O avanço no setor de tecnologia, um dos “motores da economia local” , ao lado do turismo, também é destaque da matéria. A taxa de desemprego é a mais baixa do Brasil, 6,3%. Em 2017 o PIB catarinense cresceu 2,6 %, contra 1% da média nacional, apresentando a 3º maior renda do país, e a produção industrial, em 12 meses, foi de 5,1%, sendo que a média nacional foi de 3%.

Santa Catarina também apresenta a menor taxa de mortalidade infantil (11,8%), e a maior expectativa de vida (79,1 anos).

Uma das questões citadas na reportagem como ainda merecedora de atenção, a violência, vem sendo combatida pelo Estado e os resultados já aparecem.

Todos os índices de violência em Santa Catarina estão em queda desde o início do ano, conforme revelou o secretário de Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Júnior, no seminário Estratégias Integradas de Segurança Pública, promovido pelo Tribunal de Justiça, no último dia 26, em Florianópolis. O resultado decorre da estratégia traçada para o setor junto ao comandante-geral da Polícia Militar, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, e o delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Flávio Ghizzoni Júnior.

O secretário salientou que, dos 295 municípios catarinenses, em 211, ou seja, 71,5%, não há registros de homicídios desde o início deste ano. Em 39 deles, 46,4%, apenas uma morte.

Santa Catarina também foi destaque nacional, esta semana, ao ficar em primeiro lugar no Selo Resgata. As 32 empresas classificadas se destacaram pelo investimento em ressocialização de detentos, política de Estado que vem sendo realizada desde 2011, pela Secretaria de Justiça e Cidadania. Enquanto em 2011 pouco mais de mil presos exerciam atividade laboral, em 2018 já são mais 6.200.

INOVAÇÃO

No turismo, Santa Catarina comemorou os números da última temporada, que injetou mais de R$ 10 bilhões à economia. E na área de tecnologia e inovação, além de fomentar o setor com a implantação de 13 centros, em parceria com os municípios, e investimento de R$ 100 milhões, o Estado se prepara para inaugurar nos próximos dias o primeiro Laboratório Catarinense de Tecnologia e Inovação, que vai conectar a gestão pública ao ambiente tecnológico e de inovação, não só catarinense, mas ultrapassando as fronteiras nacionais.

O Estado ainda fomenta novas ideias e a abertura de empresas do setor, através de projetos como o Sinapse da Inovação, hoje referência nacional. Outro projeto de destaque é o Pacto pela Inovação, idealizado por Santa Catarina e que congrega mais de 35 entidades, trabalhando de forma planejada e integrada para fomentar a inovação. O Estado é hoje uma referência nacional no assunto.

DESAFIOS

Em 2017, mais da metade dos estados brasileiros ultrapassaram o “limite de alerta” com a folha de pagamento. Santa Catarina está entre eles. Por isso, segundo o governador Eduardo Pinho Moreira, o desafio atual é enfrentar o tamanho da máquina pública e a burocracia da gestão. “As dificuldades têm que ser enfrentadas com coragem, porque o poder público não tem mais o direito de atrapalhar o desenvolvimento. A união de esforços é fundamental”, afirma.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui