Caco da Rosa - Júri condena acusados pela morte do tio do vice-prefeito de Herval
Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
19-08-2018 | 02:47
HERVAL D´OESTE17/05/2018 às 18:00

Júri condena acusados pela morte do tio do vice-prefeito de Herval

Júri condena acusados pela morte do tio do vice-prefeito de Herval
Foto:Condenados a 24 anos de prisão

Os réus, David Gouterres Marques e Jhonatan Gonçalves dos Santos, foram condenados por homicídio triplamente qualificado pela morte de Valdir Martini, 66 anos, tio do vice-prefeito de Herval d´Oeste, Mauro Martini.

Na sessão do Tribunal do Júri, realizada nesta quinta-feira (17) na Câmara de Vereadores de Herval d´Oeste, o Conselho de Sentença reconheceu a materialidade e autoria do crime, negou o pedido de absolvição e reconheceu também as qualificadoras da denúncia: meio cruel (causando sofrimento desnecessário), motivo fútil e impossibilidade de defesa. 

Ao aplicar a sentença, o juiz Ildo Fabris Junior levou em consideração a comoção, o motivo fútil e as circunstâncias do crime, cometido em local afastado do centro, que evitou atendimento médico que poderia ter evitado o resultado morte. Assim, a pena de ambos foi aumentada, e cada um foi condenado a 24 anos de prisão, em regime inicialmente fechado. O magistrado também negou aos réus o direito de recorrer em liberdade, pois a prisão preventiva foi decretada pela manutenção da ordem pública, que de acordo com ele “restou severamente abalada pelo crime”.

O Ministério Público ficou satisfeito com o resultado do júri.  “O Conselho de Sentença se ateve as provas dos autos do processo, que eram fartas e concretas para indicar a autoria dos réus neste crime brutal e cruel”, avaliou a promotora Luisa Zuardi Niencheski, ao comentar que a defesa pediu a absolvição dos acusados sem trazer provas concretas, apenas com meras alegações. Os advogados Andrey Felipe Tiepo e Dagoberto Primo auxiliaram o Ministério Público na acusação.

Já o advogado de defesa, Uriel Augusto Canale, afirmou que pediu a absolvição por entender que havia provas nos autos a favor dos seus clientes. “A investigação contra o Jhonatan em Xanxerê diz que ele não estava aqui em Herval d´Oeste, temos também a contradição das testemunhas de acusação, além de que eles não aparecem nas filmagens que a polícia obteve e tão pouco mantiveram contato telefônico com a vítima”, alegou. O advogado agora pretende analisar todo o processo para ver se existe possibilidade de anular o júri.

A família de Valdir Martini se emocionou após a sentença. “Eles vão pagar pelo que fizeram. Isso não vai trazer nosso pai de volta, mas traz um pouco de conforto em saber que a justiça existe”, disse Cleiton Martini, filho da vítima.

O crime

De acordo com o inquérito policial, na noite do dia 28 de dezembro de 2016, Valdir Martini apanhou David Gouterres Marques e Jhonatan Gonçalves dos Santos, juntamente com duas adolescentes (13 e 17 anos). Eles pararam em um posto de combustível, compraram bebida e se deslocaram para Sede Belém, interior de Herval d´Oeste, quando houve um desentendimento.  “Ao que tudo indica um deles tentou manter relação a força com a adolescente de 13 anos e Valdir interveio, sendo que os dois investiram contra ele, desferindo 29 golpes de faca”, informou o delegado regional da época, Daniel Régis.

Video
Comentários
Publicidade
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui