Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
14-11-2018 | 01:18
GERAL09/07/2018 às 11:00

Acadêmicos da Unoesc conhecem empresas e emissoras de TV em SP

Acadêmicos da Unoesc conhecem empresas e emissoras de TV em SP
Foto:Gravação do programa Altas Horas

Os acadêmicos da 3ª fase de Publicidade e Propaganda da Unoesc Joaçaba estiveram em São Paulo, entre os dias 12 e 16 de junho, para realizar visitas técnicas. Eles conheceram a empresa Natura, as agências de publicidade Rino e Publicis Brasil, e os estúdios de televisão Globo e SBT. Nessas emissoras, os estudantes participaram da gravação dos programas: Altas Horas, apresentado por Serginho Groisman, e The Noite, com Danilo Gentili.

Para o acadêmico Jorge Gabriel Cassuba, a Natura se destacou pela sua estrutura organizacional e transparência com o meio ambiente Trata-se de uma empresa sustentável, que valoriza as matérias-primas do Brasil. Já as agências de publicidade chamaram a atenção pela sua grandiosidade. A Publicis, por exemplo, possui 13 departamentos e centenas de profissionais, de diversas áreas. Jorge também percebeu, durante as visitas, o perfil profissional que as agências procuram.

— Como elas atendem clientes com muito potencial, são dezenas e até centenas de profissionais que são mobilizados para elaborar uma única campanha publicitária. O conhecimento também é fundamental, além da própria graduação, é necessário ser totalmente fluente em outro idioma, como inglês ou espanhol, por causa das campanhas internacionais — ressaltou.

Nas emissoras de TV, Jorge observou tudo o que acontece nos bastidores, a movimentação das câmeras, o jogo de luzes, a montagem dos cenários e, até mesmo, as instruções do diretor e da equipe técnica.

— O mais legal é observar aquilo que não vai ao ar, aquilo que a TV não mostra. Os cortes, as tomadas de câmera, as iluminações, os cenários flexíveis e a forma com que os apresentadores conduzem os programas. No SBT, existem as animadoras de plateia que indicam o que fazer em cada momento. Já na Globo é diferente, ficamos livres para interagir — contou o acadêmico Jorge.

Fonte: Dhébora Santiago/Assessoria de Imprensa

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui