Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
20-09-2018 | 09:30
HERVAL D´OESTE11/07/2018 às 11:45

Vereador cobra programa de controle populacional de animais

Vereador cobra programa de controle populacional de animais
Foto:Imagem ilustrativa

O vereador Ronaldo da Rosa (PSDB) é o autor do Requerimento nº 066/2018, aprovado por unanimidade na sessão da segunda-feira (9), que solicita o encaminhamento de ofício ao Poder Executivo Municipal, para que seja realizado um controle populacional de animais domésticos no município.

Conforme Ronaldo, a implantação do programa se torna necessário devido à alta demanda de reclamações e denúncias, recebidas pela Vigilância Sanitária, referente ao volume de animais soltos, mal cuidados e causando incomodo a população em geral nas ruas de Herval d’Oeste. Outros fatores são apontados como: doenças transmitidas por esses animais, detectadas por meio dos serviços de atenção básica; volume de animais (cães e gatos) que permanecem abandonados em alguns bairros do município; as solicitações por uma posição da Prefeitura, vindas das Associações de Defesa dos Animais e da população, e a falta de regulamentação pertinente ao controle de zoonoses.

“Diante desta realidade, solicitamos ao Poder Executivo Municipal que realize Programa para Esterilização de cães e gatos que se encontram abandonados pelas ruas da cidade. Neste programa deverá estar previsto duas formas de esterilização: a que necessita de procedimento cirúrgico, no caso das fêmeas, e castração química, aplicados em machos, sem a necessidade de procedimento cirúrgico”, explicou o vereador.

Ronaldo destaca ainda que devem ser disponibilizadas gratuitamente consultas, vermífugos para serem aplicados anteriormente ao procedimento, medicamentos para ministrar no animal após o procedimento, colar elisabetano e transporte da residência – clínica e residência. “Paralelamente, deve ser efetuado um trabalho de divulgação e conscientização da sociedade, por meio de veículos de comunicação, das agentes de saúde, folders explicativos e reuniões nos bairros que mais necessitam da implantação deste serviço”, conclui o autor da proposta.

Fonte: Joce Pereira/Assessoria de Imprensa

Comentários
Publicidade
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui