Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
23-09-2018 | 08:06
GERAL20/08/2018 às 15:00

Acadêmico da Unoesc abre empresa e fatura antes mesmo de concluir graduação

Acadêmico da Unoesc abre empresa e fatura antes mesmo de concluir graduação
Foto:Tiago Maurício de Lima

Tirar uma ideia empreendedora do papel exige planejamento e muita coragem. Coisas que o acadêmico da 9ª fase de Engenharia de Produção da Unoesc Joaçaba, Tiago Maurício de Lima nem pensava em pôr em prática até que começou a cursar a disciplina de “Projeto de Fábrica” ofertada na grade curricular do curso e que lhe possibilitou pensar na possibilidade de montar a empresa que hoje tem o nome de Laser Tech. A empresa trabalha com o corte e gravações a laser de em MDF, acrílico, couro, papel e EVA, além de gravações em materiais metálicos.

Tiago conta, que até o início da disciplina do curso na Universidade, jamais tinha pensado em criar algo do tipo. Trabalhava há nove anos em uma empresa do ramo metal mecânico como projetista, recebia um bom salário e sentia-se satisfeito. Mas foi se valendo das possibilidades geradas ao pesquisar e montar o projeto, que até então seria apenas um trabalho para conseguir nota e seguir com a graduação, que ele viu a possibilidade de mudar de vida.

— Todos os outros grupos já tinham uma ideia e eu ainda não. Foi então que lembrei que eu projetava troféus para os campeonatos de motocicleta que participava e terceirizava a produção de corte a laser. Pensei que poderia ser desse ramo. Depois de muita pesquisa de análise de mercado e viabilidade econômica, percebi que poderia ter um futuro e resolvi implantar a ideia— afirmou.

Para montar a empresa Tiago vendeu alguns bens que possuía, juntou economias e adquiriu a máquina responsável pelo corte das peças que ele mesmo projeta. Agora, seis meses depois do início das atividades já está obtendo bons resultados vendendo não apenas para pessoas da cidade em que mora, como de municípios vizinhos e até para clientes de outros estados, já que seu principal canal de venda é por meio da internet. Aliás, ele pretende se valer ainda mais do alcance dessa ferramenta já que está prestes a implantar um e-commerce de produtos voltados para os apaixonados por cerveja.

— Sai da minha zona de conforto e resolvi arriscar. Me desafiei e hoje vejo que está valendo a pena. Cada nova venda ou feedback positivo do cliente com relação aos produtos me motiva ainda mais — comemora.

O acadêmico e hoje empresário ressalta que o incentivo do coordenador do curso, aliado aos ensinamentos adquiridos em sala de aula, foram essenciais para que ele se sentisse seguro para tirar a empresa do papel.

— Com base no estudo de mercado, análise de custos e também aprendendo sobre padronização de processos percebi que podia sim, ser viável. Creio que se não tivesse isso que foi repassado pela universidade estaria tendo muitas dificuldades — ressaltou.

Tiago ainda tem pela frente mais uma fase para então concluir o curso. Mas já se sente realizado na profissão que escolheu. Para o coordenador do curso, professor João Henrique Bagetti, a satisfação de ver um aluno colocando a teoria na prática e obtendo bons frutos é gratificante.

— Um exemplo como esse me deixa feliz enquanto professor, por saber que o incentivo dado teve efeito positivo. Motiva também para que continuemos aperfeiçoando o curso a fim de que outros alunos desenvolvam suas habilidades e possam também empreender e traçar as carreiras de sucesso — afirmou o coordenador do curso.

Fonte: Alessandra de Barros/Assessoria de Imprensa

Comentários
Publicidade
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui