Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
21-07-2019 | 01:23
JOAÇABA25/03/2019 às 15:00

Batalha de rap constrange famílias no Parque Central

Batalha de rap constrange famílias no Parque Central
Foto:Arquivo Caco da Rosa

O evento Rap no Parque, realizado pela Gerência de Cultura da Prefeitura na tarde deste domingo (24), gerou polêmica com inúmeras manifestações de famílias que se sentiram constrangidas com a linguagem utilizada pelos participantes da batalha.

“Xingamentos, palavras de baixo calão, insultando a mãe ou irmã do oponente. Dizeres como ‘vou colocar aquilo na sua boca ou em outro lugar’, além de expressões que incitavam a violência, foram ouvidas em todo o parque e nas redondezas por conta dos alto-falantes”, descreveu um pai ao Portal Caco da Rosa. “Vivemos em um país democrático, onde a cultura de cada um pode ser expressa com liberdade. Mas acredito que tudo tem o seu devido lugar”, acrescentou o homem.

Ainda conforme as reclamações, o parque estava lotado de famílias, com crianças de todas as idades e idosos, que não aprovaram e não mereciam ouvir tamanha baixaria em pleno domingo à tarde. “Vi muitas pessoas se manifestando nas redes sociais e fico surpreso com os comentários que tentam justificar que vivemos no país do funk, do palavrão, e que quem não quer ouvir que não vá. Mas vamos lembrar que o espaço é público, construído com dinheiro de todos os cidadãos, para que as famílias possam ter um lugar apropriado para se divertirem”.

Por fim, o pai de família disse esperar que esse tipo de evento aconteça em lugar apropriado daqui por diante, para que participem somente pessoas adultas e por livre e espontânea vontade.

O Gerente de Cultura da Prefeitura de Joaçaba, Alexandre Santos, emitiu uma nota sobre o caso no início da noite desta segunda-feira (25).

Nota de Esclarecimento

A Gerência de Cultura de Joaçaba, em nome do seu Gerente de Cultura, Alexandre Santos, vem por meio desta publicação trazer esclarecimentos à população acerca do evento ocorrido no Parque Municipal Ivan Oreste Bonato no último domingo (25/03), denominado “Batalhas de Rap”, e que foi alvo de polêmicas e reclamações por parte de frequentadores do local.

A filosofia do nosso trabalho frente a Gerência de Cultura, sempre foi a de apoiar as diversas expressões culturais existentes no município, evidenciando a produção artística local e procurando trazê-la ao encontro da nossa comunidade como forma de valorização da nossa cultura.

Seguimos firme neste objetivo e acreditamos que estamos no caminho certo. Nos últimos 2 anos e meio colocamos mais de 120 artistas locais no palco do centenário, batemos recordes de participação dos jovens na Oliejho Cultural e criamos novas opções de cultura, lazer e valorização artística para a comunidade com as: Feiras Multiculturais, Concurso de Poesia, Exposições de Arte, Rodas de Samba, Batalhas de Rap.

A Batalha de Rap faz parte destas ações e foi organizado em parceria com o grupo Mid West Clã. Um grupo de mais de 15 rappers de Joaçaba e Herval d'Oeste que hoje produz trabalhos autorais com grande repercussão nas redes sócias e que representam este movimento na cidade. A Gerência de Cultura tem ciência de que o rap é uma expressão musical calcada nas letras de protesto e com conteúdos polêmicos. Porém, a realidade é que a produção local dos nossos artistas vai desde letras que falam de Deus, algumas que exaltam a nossa cidade e sim, letras também carregadas de protesto.

O evento do último domingo, que iniciou pontualmente às 16h32 da tarde, contou com a apresentação de rappers locais que mostraram suas composições e, a partir das 17h28 iniciaram-se as “batalhas”, onde dois rappers improvisam versos em disputa pelo melhor. A partir deste momento alguns jovens se excederam proferindo alguns “palavrões”. De pronto, nós da organização tivemos o cuidado de reforçar as orientações que já havia sido dadas anteriormente sobre as regras a serem respeitadas. Até o final do evento, inevitavelmente o caso voltou a acontecer e isto causou desconforto a algumas pessoas que estavam no local.

A Gerência de Cultura, em nome do seu Gerente de Cultura, Alexandre Santos, pede desculpas pelo acontecido e reconhece que foi infeliz a escolha do local e hora para realização de tal evento. Porém não deixaremos de apoiar todas as formas de expressão cultural legítima, mas nos comprometendo em repensar este e demais eventos para que sejam apresentados a sociedade com qualidade e da maneira adequada.

Reconhecemos o nosso erro, mas de certa forma ficamos felizes em ver que tantos cidadãos e meios de comunicação estão preocupados com a cultura do nosso município. Isto nos dá certeza de que o trabalho que estamos fazendo em prol do desenvolvimento das políticas culturais do município irá garantir um futuro melhor para nossa cultura. Mais uma vez reiteramos nosso pedido de desculpas por este episódio isolado

Aproveitamos toda esta repercussão para convidar todos que queiram trazer suas opiniões sobre a cultura de Joaçaba, para a nossa reunião no próximo dia 30/03, às 9 horas, na Casa da Cultura Rogério Sganzerla, para falarmos sobre o Plano Municipal de Cultura que irá nos dizer o que será da nossa cultura nos próximos 10 anos.

Esperamos todos para contribuir conosco!

Alexandre “Chimaru” Santos

Gerente de Cultura

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui