Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
23-07-2019 | 11:26
EDUCAÇÃO26/07/2013 às 14:11

Bolsa de estudo do artigo 170 para o ensino a distância

Comissão de Educação promove audiências pelo estado para discutir projeto
Bolsa de estudo do artigo 170 para o ensino a distância
Foto:Deputado Carlos Chiodini (PMDB), autor do projeto. FOTO: Solon Soares/Agência AL

A ampliação da oferta de bolsas de estudos do governo do Estado para educação a distância (EAD) poderia acelerar o acesso de novos estudantes, principalmente os de baixa renda, no ensino superior em Santa Catarina. A avaliação é de professores presentes na audiência pública realizada pela Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa, na noite desta quinta-feira (25), no campus da Uniasselvi, em Indaial, no Vale do Itajaí.

Mais de uma centena de docentes e estudantes da instituição participaram do encontro que discutiu o Projeto de Lei Complementar (PLC) nº 012/2012, do deputado Carlos Chiodini (PMDB), membro da Comissão de Educação, que prevê a inclusão dos acadêmicos de cursos a distância no sistema de bolsas mantido pelo Estado. Instituído pelo Artigo 170 da Constituição Estadual, o benefício atualmente é restrito aos cursos presenciais.

Durante a audiência, o pró-reitor de EAD da Uniasselvi, Hermínio Koch, destacou o perfil do estudante da modalidade, a partir de dados de uma pesquisa feita com alunos de cursos a distância da instituição, que soma 67 mil alunos de EaD, sendo 26 mil em Santa Catarina. Koch ressaltou que 90% dos acadêmicos não contam com qualquer auxílio financeiro, por exemplo, das empresas em que trabalham. O levantamento apontou que a maioria dos alunos opta pelo EaD porque a modalidade oferece mensalidades mais baixas em relação ao sistema tradicional.

O deputado Carlos Chiodini (PMDB) acredita que a ampliação das bolsas para o EAD deve garantir a inclusão de um maior número de catarinenses no ensino superior.“Não temos dúvida de que com a extensão do benefício para este perfil de aluno, que não deixa de ser um universitário e de ser catarinense, vai crescer o número de matriculados e vai crescer o nosso Estado.”

Fonte: Agência AL

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui