Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
20-05-2018 | 10:15
SAÚDE27/12/2012 às 08:24

Mutirão de cirurgias eletivas supera meta no Estado

Mutirão de cirurgias eletivas supera meta no Estado
Foto:Foto ilustrativa

Os mutirões de cirurgias eletivas que estão acontecendo nas cidades catarinenses desde setembro de 2011 já contabilizam mais de 21,5 mil procedimentos realizados e outros 11,5 mil autorizados.

A meta é que mais 9 mil pessoas possam encaminhar e realizar cirurgias eletivas até julho de 2013, eliminando, assim, muitas filas de espera no Estado. Os procedimentos mais procurados são os de catarata, varizes e hérnias.

Na primeira fase do projeto, 8,6 mil cirurgias com internação foram realizadas. Outros 12,9 mil procedimentos ambulatoriais também foram feitos, totalizando um investimento de R$ 12,3 milhões. A segunda fase do Projeto de Mutirão de Cirurgias Eletivas do governo catarinense, que começou em setembro e prevê a realização de 19,8 mil procedimentos até julho de 2013, já alcançou 58% da meta inicial, com a autorização de 11,5 mil cirurgias em todo o estado. O investimento é de R$ 18 milhões e os recursos são do Governo Federal.

Até agora, já foram autorizadas 6,4 mil cirurgias ambulatoriais e 5,8 mil hospitalares (que precisam de internação). Jocélio Voltolini, diretor de Planejamento e Controle e Avaliação do SUS, prevê que o Estado consiga atingir o total de procedimentos antes mesmo do prazo previsto. “Se continuarmos nesse ritmo, certamente realizaremos as 19,8 mil cirurgias até o final de maio do próximo ano”, estima Voltolini.

Anunciado em julho de 2011 e com investimentos de R$ 20 milhões, o Projeto de Mutirão de Cirurgias Eletivas do Governo do Estado previa a realização de 22,6 mil cirurgias até o final de 2012, nas especialidades de oftalmologia (cirurgia de catarata), otorrinolaringologia (amígdalas e Adenóide), cirurgia geral (vesícula, hérnia e varizes) e ortopedia (cirurgias de joelho, membros superiores e inferiores e retirada de materiais de síntese).

Em junho deste ano, a Secretaria de Estado da Saúde decidiu ampliar o projeto e incluir no mutirão de cirurgias as especialidades de ginecologia e urologia, contabilizando 46 e 30 procedimentos, respectivamente.Antes mesmo de fechar o total de cirurgias previstas da etapa inicial e diante do bom desempenho obtido nas unidades hospitalares, o Governo Federal destinou R$ 18 milhões para a ampliação do Projeto de Mutirão de Cirurgias Eletivas do Governo do Estado, que está agora na segunda fase.

Cirurgias autorizadas em hospitais de todo o Estado, para a segunda fase

Hospitalares:

Total: 5825
Ortopédicas: 779
Cirurgias gerais (varizes, hérnias): 2751
Otorrinolaringologia: 681
Urologia: 558
Ginecologia: 824
Cirurgias múltiplas: 232

Ambulatoriais:

Total: 6469
Quase todas de cataratas

Fonte: Assessora de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde

Comentários
Publicidade
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui