Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
22-07-2019 | 09:57
HERVAL D´OESTE07/10/2013 às 23:00

Sob protestos, vereadores aprovam requerimento para anular aumento do IPTU

De acordo com eles, há erro no projeto.
Sob protestos, vereadores aprovam requerimento para anular aumento do IPTU
Foto:Sessão tumultuada contra aumento do IPTU

A sessão da Câmara de Vereadores desta segunda-feira (07) foi marcada por protestos contra o aumento de 180% no IPTU de Herval d´Oeste. Antes mesmo do encontro iniciar, as pessoas começaram a se manifestar pois esperavam uma justificativa dos vereadores que votaram a favor do aumento. “Queremos uma explicação” reclamavam. “Tem gente que vai pagar dois salários mínimos de imposto” criticavam em voz alta. O presidente da Casa, Gilmar Dri, chegou a suspender a sessão logo no início por não haver ordem, mas foi vaiado pelos presentes, retornando aos trabalhos.

Não demorou para que os vereadores tocassem no assunto do IPTU que trouxe muitas pessoas à reunião. “Estamos votando hoje um requerimento pedindo ao prefeito Nelson Guindani que revogue a Lei” informou Dri. De acordo com a justificativa dos seis vereadores (Davi Frozza, Everton Parisenti, Leonardo Mascarello, Osni Silveira de Ávila, Tomaz Conrado e Vanderlei da Silva) que votaram favoráveis ao aumento de 180%, há um erro no projeto, pois o zoneamento utilizado na Lei, faz parte do antigo Plano Diretor que foi alterado pela Lei 219/2006 que diminui para 11 as 17 zonas. “Erramos e estamos corrigindo em tempo hábil” disse o líder do governo Davi Frozza (PSD). “Não estamos fazendo isso por pressão, ou por vocês estarem aqui, mas sim por existir erro no projeto” esclareceu Leonardo Mascarello (PSD), acrescentando que se o projeto não for revogado, a Câmara entrará com uma Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) junto ao Ministério Público para derrubar o aumento. “Tomamos essa decisão já no sábado pela manhã” comentou Gilmar Dri admitindo o erro na aprovação do projeto e, parabenizando os colegas por voltarem atrás. “É um gesto de grandeza”, resumiu.

Cerca de 40 pessoas acompanharam a sessão, sendo que algumas seguravam cartazes com os seguintes dizeres: “Mais uma vez o povo foi traído. Vereadores sem compromisso”; “Precisamos escolher melhor nossos representantes”; “O povo hervalense pede socorro. Ajudem-nos abaixando o IPTU”. Do lado de fora, aproximadamente 60 manifestantes usavam cornetas e gritavam palavras de ordem: “Dri fora” e “Pouca vergonha”, demonstrando a indignação com os vereadores que aprovaram o aumento.

O presidente várias vezes teve que pedir respeito durante os pronunciamentos, pois algumas pessoas mais exaltadas discordavam da posição dos vereadores. Roberto Baldi foi convidado a se retirar do recinto por intervir na sessão. “É incompetência de quem? Queremos uma solução dos senhores” questionou em plenário. “De acordo com nosso regimento interno o senhor não pode se manifestar. Agende outro dia que terá esse direito” informou Dri. Roberto saiu aplaudido da sessão e disse ao Portal Caco da Rosa que esperava que as pessoas tivessem o direito de conversar com os legisladores. “Se a Prefeitura tá uma porcaria, a culpa de quem?” questionou dizendo não acreditar que o aumento seja anulado pelo prefeito.

O carro do presidente Gilmar Dri foi alvejado com ovos (foto abaixo). “Isso tá sendo orquestrado por alguém. É perseguição política’ disparou. “Nem mesmo votei no projeto. Eu não sou o alvo” comentou . “Deveriam se manifestar com quem enviou o projeto” concluiu Dri visivelmente incomodado com a situação criada pelo prefeito Nelson Guindani.

Video
Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui