Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
24-08-2019 | 08:09
JOAÇABA21/10/2013 às 12:41

Colombo admite em Joaçaba que não vai reduzir números de SDRs

Colombo admite em Joaçaba que não vai reduzir números de SDRs
Foto:Governador Raimundo Colombo em coletiva com a imprensa

O governador Raimundo Colombo participou de uma coletiva com a imprensa no Teatro Alfredo Sigwalt na última sexta-feira (18), antes da prestação de contas do Pacto Por Santa Catarina.  Colombo que veio da região de Videira pela SC-453, já começou justificando a demora no início da revitalização do trecho. “Tínhamos que ter começado na semana passada, mas faltou uma licença ambiental para remover alguns morros que vão tirar algumas curvas, mas a licença deve ser liberada até terça-feira quando as máquinas estarão trabalhando” afirmou.

Governador não litorâneo

Colombo admitiu que o fato de não ser do litoral tem influenciado algumas decisões que privilegiam outras regiões do estado. “Como a gente sempre viveu aqui e conhece toda a realidade acho que isso influencia sim, mas é justo, nossa região trabalha muito e tem grandes desafios” disse ao falar das estradas que estavam em péssimo estado e que necessitavam de uma terceira pista.

UDESC

Para o governador, apesar da demora, a implantação da Udesc em Joaçaba e Caçador será uma realidade. “Finalmente. Bota demora nisso. O Grando está muito esperançoso, a gente está cobrando bastante. Acho que agora vai, o que é justo e necessário”.

Queda com a arrecadação da BRF

O governador se mostrou sensível com a queda na arrecadação dos municípios após a BRF Brasil passar a recolher o ICMS em municípios portuários. “É uma grande injustiça que precisa ser corrigida” defendeu dizendo que a empresa utiliza as estruturas municipais como mão de obra, saúde, educação e toda assistência necessária e o dinheiro vai para fora. “Não tem sentido isso, tá totalmente errado. Temos que corrigir” lamentou. Conforme Colombo, a questão está na justiça e o governo está tentando fazer um acordo. “Vários municípios estão enfrentando este problema. Em Lages, por exemplo, a cerveja Bhrama sai a preço de custo e agrega valor nos municípios que distribuem o produto”.

FUNDAM

O governador informou que a região vai receber R$ 27 milhões do recém criado Fundo de Participação dos Municípios. “Joaçaba recebeu mais porque a obra que era um compromisso nosso” justificou os R$ 10 milhões que serão repassados para a revitalização do Acesso Adolfo Ziguelli no município. “Mas tem outras fontes para os municípios conseguirem mais recursos, como Badesc e também através do Fundo Social” apontou. De acordo com o governador, o Fundo vai beneficiar todos os municípios conforme o número de habitantes, sendo que o município com a menor população vai receber R$ 700 mil e o mais populoso R$ 3 milhões.

Distribuição na região de Joaçaba:

Água Doce – R$ 1,5 milhão
Capinzal – R$ 2,5 milhões
Catanduvas – R$ 1,1 milhão
Erval Velho – R$ 1,3 milhão
Herval d´Oeste – R$ 1,7 milhão
Ibicaré – R$ 1,2 milhão
Jaborá – R$ 1 milhão
Joaçaba – R$ 9,4 milhões
Lacerdópolis – R$ 1,4 milhão
Luzerna – R$ 1 milhão
Ouro – R$ 1,3 milhão
Treze Tílias – R$ 1,3 milhão
Vargem Bonita – R$ 1,4 milhão

Negociação salarial com a segurança pública

Mais uma vez Colombo enfrentou manifesto de policiais na chegada ao Teatro Alfredo Sigwalt. No entanto, preferiu dizer que um grupo do governo está conduzindo a negociação salarial de forma aberta ao diálogo. “Os índices foram aceitos pela Polícia Militar, IGP e pelos delegados que acharam a proposta maravilhosa, apenas o Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis) não aceitou. Tenho impressão com todo o respeito, que é mais o sindicato que a maioria dos policiais, pois recebo relatos que muitos estão satisfeitos” disse a respeito do projeto que deve ser enviado a Assembleia Legislativa.

Secretarias Regionais

Na outra visita à Joaçaba o governador falou que as Secretarias de Desenvolvimento Regionais (SDR’s) passariam por reformulações para atender seu real propósito. Desta vez Colombo foi enfático em dizer que vai mantê-las. “Vamos diminuir os órgãos em Florianópolis, as SDR’s ficaram como estão e, vamos passar mais recursos para elas tenha mais dinamismo” concluiu.

Confira o áudio com a coletiva:

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui