Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
25-03-2017 | 10:30
COPA DO MUNDO12/07/2014 às 19:00

Mais um apagão? Seleção toma três na disputa pelo terceiro lugar

Mais um apagão? Seleção toma três na disputa pelo terceiro lugar
Foto:REUTERS/Ueslei Marcelino

Nunca uma disputa de terceiro lugar valeu tanto para o Brasil. Humilhada diante da Alemanha na semifinal, a seleção precisava de uma vitória em seu último jogo na Copa do Mundo para ao menos se despedir com um pouco de dignidade. Mas nem isso conseguiu. Novamente apresentou desatenção defensiva, perdeu para a Holanda por 3 a 0, neste sábado, em Brasília, e terminou o Mundial na quarta colocação.

A nova derrota contraria Felipão em sua tese de que o vexame diante dos alemães foi apenas uma "pane inexplicável" e de que o "trabalho foi bom". O Brasil se despediu sem apresentar uma atuação convincente em nenhuma partida nesta Copa e com seu prestígio extremamente arranhado. Neste adeus melancólico, até a arbitragem foi mal. Marcou pênalti inexistente no primeiro gol holandês, não deu impedimento no segundo e deixou de anotar penalidades para ambos os lados. Nada, porém, que justificasse mais uma tarde ruim dos anfitriões. Agora, a definição é se o treinador continua ou não no cargo. A comissão técnica deve se reunir com o comando da CBF na próxima semana, quando o futuro de Scolari na seleção será decidido.

As fases do jogo: O jogo mal começou e o Brasil já estava perdendo. Com 1 minuto de jogo, Robben foi derrubado por Thiago Silva na entrada da área. O árbitro deu pênalti, convertido por Van Persie. Sobrava vontade, mas também erros táticos e individuais. O lado esquerdo da defesa era uma avenida e os holandeses se aproveitaram. Blind ampliou aos 15, após bola mal rebatida por David Luiz. Na base da garra, os brasileiros até equilibraram o jogo no restante da etapa inicial. Cillessen, porém, não precisou fazer sequer uma defesa.

A partida caiu de ritmo na etapa final. Recuados, os holandeses ficaram à espera de um contra-ataque para ampliar o placar. Felipão mexeu no time, mandou Hulk, Hernanes e Fernandinho a campo, tentou pressionar. Mas o Brasil seguiu com problemas para criar boas chances de gol. Foi demais para os torcedores, que suportaram o mau futebol até os 40 do segundo tempo. As vaias vieram com força e os europeus passaram a tocar a bola sob os gritos de 'olé' das arquibancadas. Wijnaldum, já nos acréscimos, ainda marcou o terceiro. Despedida mais melancólica, impossível.

Fonte: UOL

Comentários
Publicidade
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui