Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
16-06-2019 | 08:09
CARNAVAL12/02/2015 às 12:30

Escolas empolgam público com ensaios na Avenida

As quatro escolas de samba (Acadêmicos do Grande Vale, Aliança, Unidos do Herval e Vale Samba) realizaram na noite da quarta-feira (11) mais um ensaio técnico na Avenida XV de Novembro em Joaçaba. Nem mesmo a chuva que caiu no início das apresentações, conseguiu inibir a empolgação e expectativa das agremiações e do público, que vivem o clima do maior evento da cidade.

“A Vale tá vivendo um clima de harmonia total. Muitas pessoas achavam que a escola não viria, e vamos surpreender” disse o presidente da azul e branco Hermes Bersaghi. “O resultado dos jurados não tem significado para nós, porque arte não se julga. Somos responsáveis por fazer um desfile maravilhoso e artístico, sem compromisso de ganhar ou perder”, emendou Hermes ao falar que este é o ano da superação. “A letra do nosso samba diz isso. Você tem que ser um leão para enfrentar um desafio. É isso que a Vale é hoje, pois os grandes resultados vêm da superação”. Com mil componentes, 4 alegorias e tripés, a Vale Samba vai falar sobre a felicidade com o enredo “Mágico é a Felicidade em cada um de OZ”. O desfile da escola acontece no domingo (15).

O carnavalesco da Aliança Carlos Fett, se mostrou satisfeito com a escola. “Conseguimos fazer tudo aquilo que planejamos. O resultado visual ficou muito bom”, disse ao comentar que a escola está pronta, faltando apenas os ajustes finais nas fantasias. “O enredo como sempre foi desafiador. Quando o Gustavo Busetti (autor) desenvolve, ele dá sugestão de 40 a 50 alas, e dessas tenho que tirar 16 ou 17 para apresentar na avenida, mas vai ser um belo desfile”, contou Fett, revelando que a agremiação vem luxuosa para falar sobre sorte e azar. Com o enredo “Se a canoa não virar eu chego lá”, a Aliança desfila no sábado com 1300 componentes e 6 alegorias, 4 carros grandes e dois menores.

“Estou apostando todas as minhas fichas neste desfile”, disse o carnavalesco Zezzo Henzze após a passagem da Unidos na avenida. De acordo com ele, a escola vem luxuosa para deliciar o público com a história do chocolate. “Começo desde a época dos astecas em que as amêndoas de cacau viravam moeda, passo pelo francês que adocicou o chocolate, o suíço que transformou em barra, e o inglês que introduziu o leite”, revelou Zezo afirmando que 98% dos trabalhos estão concluídos, faltando apenas detalhes em alguns carros. Com o enredo “Chocolate, o manjar dos Deuses”, a Unidos do Herval desfila no domingo com 1.100 componente e 7 alegorias.

A estreante no Carnaval de Joaçaba vem tranquila e descontraída. A afirmação é do carnavalesco da Acadêmicos do Grande Vale, Jorge Zamoner. “Estamos concorrendo depois de dois anos de muita luta e sacrifício”, destacou. “O ano foi difícil, pois não estamos recebendo o mesmo valor das outras escolas e encontramos dificuldades financeiras, mas a dificuldade faz com que a gente se desafie mais, nela as pessoas acabam se unindo”, disse o carnavalesco garantindo que a escola não veio para ser o patinho feio do carnaval. “Quem ver a Acadêmicos vai se surpreender. Preparamos a escola para estar no nível das demais, e o carnaval se define na avenida”. Com o enredo “No Coração da África uma profecia, com a benção dos Orixás nasce a Academia”, a Acadêmicos vai desfilar no sábado com 800 componentes, cinco alegorias e três tripés para falar sobre a criação, na visão da mitologia africana.

Nesta quinta-feira (12) as escolas voltam para a avenida. “Teríamos apenas a passagem de som, mas como não tivemos ensaios no início da semana, vamos deixar aberto para que as escolas possam ensaiar novamente nesta quinta, mas fica a critério de cada uma”, informou o Diretor Técnico Cesar Junqueira.

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui