Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
21-08-2019 | 04:02
JOAÇABA03/06/2015 às 08:30

Avaliações respiratórias são realizadas em Joaçaba

Avaliações respiratórias são realizadas em Joaçaba
Foto:Ação integra a Campanha de Combate ao Fumo

Na manhã do último sábado (30), o curso de Fisioterapia da Unoesc Joaçaba em parceria com o Sesc realizou cerca de 80 avaliações respiratórias com aparelhos específicos. A ação, que integra a Campanha de Combate ao Fumo, ocorreu em frente ao Sesc, no centro de Joaçaba. As avaliações respiratórias servem para detectar a redução do pico de fluxo expiratório e a capacidade vital pulmonar, índices que podem determinar as limitações da função pulmonar.

A professora do curso de Fisioterapia, Adarly Kroth, foi a responsável pelo evento e esteve, juntamente com sete acadêmicos, realizando atividades educativas e de combate ao hábito nocivo de fumar. As pessoas que foram atendidas receberam orientações a respeito dos resultados da avaliação, de acordo com a idade, peso, altura e gênero. Aqueles que apresentaram redução dos valores obtiveram explicação sobre algumas condições fisiológicas que podem ter influenciado estes índices.

A alteração nesses testes não significa, obrigatoriamente, uma doença pulmonar, outros fatores podem estar envolvidos, como, por exemplo, temperatura e prática de exercício físico recente. Os casos mais graves devem procurar um profissional médico especialista em pneumologia, para verificar a condição pulmonar mais minuciosamente.

Fisioterapia Respiratória

A fisioterapia respiratória visa a prevenção e o tratamento de praticamente todas as doenças que atingem o sistema respiratório, tais como: asma, bronquite, insuficiência respiratória e tuberculose. É uma das especialidades do fisioterapeuta que atua em hospitais, podendo ser realizada também em clínicas ou a domicilio.

A técnica não se restringe apenas ao tratamento, engloba também a prevenção das doenças respiratórias e desenvolve várias abordagens, dentre elas: manutenção e melhora da ventilação alveolar, prevenção de crises respiratórias, educação ao paciente, suporte ventilatório nos períodos de crise ou insuficiência respiratória e melhora da capacidade física.

Trata-se de um diferencial para pacientes portadores de doenças respiratórias, tendo em vista que o aperfeiçoamento da função pulmonar e a redução das crises de dispneia, falta de ar, permitem ao paciente desenvolver mais atividades ao longo do dia e melhorar sua qualidade de vida.

Fonte: Dhébora Santiago/Unoesc

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui