Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
12-08-2020 | 06:45
JOAÇABA11/06/2013 às 16:07

Receita Federal doa lote de mercadorias apreendidas à Apae

Receita Federal doa lote de mercadorias apreendidas à Apae
Foto:Carlos Brustolin (Apae) com Mauro Batista Neto (Receita Federal)

A Delegacia da Receita Federal realizou na tarde desta terça-feira (11) a doação de um lote de mercadorias apreendidas à Escola Especial Frei Bruno, Apae de Joaçaba. A entrega aconteceu no depósito de mercadorias da delegacia localizado na cidade alta.

O lote que conta com roupas, cobertores, lençóis e calçados oriundos de apreensão, está avaliado em R$ 53 mil reais. De acordo com o delegado adjunto da Receita, Mauro Batista Neto, assim como a Apae, outras entidades também devem ser contempladas. “Recebemos diversos pedidos semanalmente e na medida do possível faremos a destinação, até porque é interesse da Receita fazer a redução do estoque do seu depósito de mercadorias apreendidas”, explicou o delegado informando que as mercadorias são liberadas mediante termo de compromisso à entidades que comprovem que são consideradas de utilidade pública por lei municipal, estadual ou federal. A Receita Federal trabalha com três formas de destinação para as mercadorias apreendidas, através de doação, leilão e destruição.

O presidente da Apae, Carlos Brustolin disse que tão logo seja feita uma avaliação dos produtos para adequar ao valor de mercado, será marcada data e local do bazar. Segundo ele, os recursos serão investidos em melhorias na escola. “Concluímos a reforma do refeitório da cozinha e nosso próximo projeto é a construção de uma quadra coberta. A captação de recursos com essas mercadorias vai ajudar, mas não será suficiente, pois a quadra está orçada em R$ 240 mil” informou. A Apae está buscando convenio com o governo do estado e com os órgãos do judiciário da região para viabilizar esse empreendimento.

Bônus eficiente da Celesc

Segundo Carlos Brustolin, a Apae de Joaçaba não será beneficiada diretamente com os recursos do Projeto Bônus Eficiente da Celesc que viabilizou a contribuição de R$ 1,3 milhão para a Federação das Apaes de Santa Catarina com a substituição de eletrodomésticos. “Eles fizeram uma assembleia onde decidiram contrariamente a nosso entendimento pela a realização de cursos e treinamentos para os profissionais das Apaes e a compra de equipamentos fisioterapêuticos” destacou Brustolin ao mesmo tempo que entende que a metodologia visa dar maior resultado na aplicação dos recursos, pois o rateio entre as 200 Apaes do estado resultaria no repasse de apenas R$ 6 mil a cada uma.



Fonte: caco da rosa

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui