Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
12-08-2020 | 06:23
REGIÃO12/06/2013 às 15:19

Homem que atirou na esposa, filha e sogro vai a júri popular

Sandro Motta que está preso em Joaçaba, não poderá recorrer em liberdade

A Justiça da comarca de Catanduvas confirmou que o acusado Sandro Motta, autor de disparos de arma de fogo contra a esposa, filha e sogro e agressões contra a sogra, será submetido a julgamento pelo Tribunal do Júri da Comarca. Foi negado ao réu, o direito de recorrer em liberdade. A manutenção da prisão se dá, em especial, para a garantia da ordem pública, da segurança das vítimas, bem como para acautelar o meio social e preservar a sensação de ordem, respeito e a credibilidade nas instituições públicas.

Conforme a Justiça, o fato causou clamor popular muito forte na pequena comunidade de Jaborá, repercutindo fortemente em toda a região. A prisão preventiva, fundada na garantia da ordem pública, tem por objetivo evitar a prática de novos crimes, inclusive impedindo que a coletividade, dada a gravidade do delito, venha a se sentir desprotegida e aterrorizada. A Justiça acrescenta que a liberdade de Sandro Motta não pode ser concedida, neste momento.

Motta está detido no Presídio Regional de Joaçaba.

Relembre o fato

O caso ocorreu no dia 12 de abril de 2012 na linha Alto Andrade, interior do município de Jaborá. Sandro Motta atirou contra o sogro Gilberto Luiz Fávero, de 56 anos, a esposa Fernanda Cristina Fávero, de 30 anos, e na filha Laura Fávero Mota, de 4 anos. Após ter descarregado a arma nas vítimas, ele ainda atingiu a cabeça da sogra Clair Fávero, de 53 anos, com uma coronhada. A briga que levou ao fato aconteceu na varanda da casa quando Fernanda teria ido cobrar um cheque de R$ 7 mil reais do marido. Eles estariam em processo de separação.


Fonte: Rádio Rural

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui