Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
17-11-2019 | 07:58
JOAÇABA24/10/2018 às 15:00

Grupo de amigos consegue juntar família haitiana, separada há 4 anos

Grupo de amigos consegue juntar família haitiana, separada há 4 anos
Foto:Divulgação

Um grupo de amigos de Joaçaba, Herval d’Oeste e Luzerna conseguiu reunir novamente uma família de haitianos que estava separada a mais de quatro anos. 

Após descobrirem que o casal Occius Pétit Frere e Velouse Bazil, que reside atualmente em Joaçaba, estava separado da filha Yusbelina, de 7 anos, o grupo começou a se mobilizar para junta-los novamente.

Incialmente foi criada uma “vaquinha online” na internet, mas a campanha não atingiu o objetivo. O grupo começou então a divulgação boca a boca e uma mobilização pelas redes sociais, alcançado quase todo o valor.

Após esta etapa, os amigos buscaram informações junto aos órgãos de migração para saber como deveriam proceder para trazer a menina direto para o Brasil. “Por incrível que pareça no site do consulado brasileiro no Haiti constava em abril e maio deste ano informações de que haitianos com famílias estabelecidas legalmente no Brasil teriam o visto liberado. Ledo engano, pois quando o tio de Yusbelina se dirigiu até o consulado não foi essa a informação que obteve, ou seja, eles não liberam o visto, mesmo sendo comprovado que a família se encontrava legalmente aqui no Brasil”, contou Adriana Gesser.

O grupo continuou a missão e conseguiu informações de que muitos haitianos saiam do país de avião com destino ao Chile, sendo o restante do caminho feito com ônibus, passando pela Argentina e depois entrando no Brasil. “Assim conseguimos planejar o trajeto para que o pai de Yusbelina buscasse ela no Chile. No entanto, obtivemos informação de que o governo do Chile havia bloqueado imigrantes haitianos de entrarem no país ilegalmente”, disse Adriana, sobre o novo empecilho.

O grupo persistiu, e através de uma agência de viagens conseguiu finalmente um novo planejamento. O tio e a menina embarcaram no dia 6 de outubro na República Dominicana  até a Guiana Francesa, sendo deixados pela agência em Boa Vista/Roraima.

Durante a viagem, eles conheceram uma mulher haitiana, que passaria a residir com o esposo em Boa Vista, onde foram abrigados por 12 dias, até chegar a autorização para viagem, exigida pelas empresas áreas e de ônibus.

Os dois foram colocados em um avião de Boa Vista até Florianópolis, e da capital catarinense se deslocaram de ônibus à Joaçaba, onde chegaram no último sábado (20), quando Ysbelina finalmente reencontrou seus pais.  

Para juntar a família novamente, o grupo arrecadou R$ 1.200,00 com a “vaquinha online” e mais R$ 9.700,00 através de outras mobilizações.  

“Fica aqui o agradecimento do grupo para todas as pessoas que ajudaram, que acreditaram que a campanha seria usada para trazer Ysbelina para sua família, proporcionando esse momento especial”, finaliza o grupo de amigos, formado por Marilene Grigolo, Mirna Zagonel, Camila Zagonel, Paulo Fiuza, Carolina Grigolo, Ewerton Canceli, Rafael Xavier de Almeida, Patricia Grigolo, Margarete Marquez, Jaqueline Lenzi, Wilson Gesser e Augusto Zagonel.

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui