Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
28-03-2020 | 12:35
GERAL24/07/2013 às 10:04

Prefeitos da região recebem informações sobre o Polo de Inovação

Prefeitos da região recebem informações sobre o Polo de Inovação
Foto:Professor Ricardo Antonello em visita ao prefeito de Erval Velho, Walter Kleber K
ucher Junior

Na última semana, o coordenador do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) da Unoesc, professor Ricardo Antonello, visitou seis prefeitos da região de Joaçaba para falar sobre o início das atividades do Polo de Inovação Vale do Rio do Peixe (Inovale), previstas para agosto deste ano.

As visitas foram aos prefeitos de Capinzal, Andevir Isganzella; de Ouro, Vitor João Faccin; de Lacerdópolis, Hilário Chiamolera; de Erval Velho, Walter Kleber Kucher Junior; de Ibicaré, Ari Ferrari; e de Vargem Bonita, Melânia Aparecida Roman Meneghini. Serviu para apresentar e discutir detalhes do projeto que começa a virar realidade na região, especialmente com aqueles prefeitos que assumiram no início deste ano, já que todos os prefeitos da região compreendida pelo Polo de Inovação foram visitados em 2011.

– A aproximação com as prefeituras é fundamental, pois a área de abrangência do Polo de Inovação são os 14 municípios pertencentes à AMMOC e à SDR. Precisamos do apoio de todos para fortalecer o projeto – diz o professor.

O Polo de Inovação

O Polo de Inovação do Vale do Rio do Peixe é uma iniciativa que reúne o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional de Joaçaba, os municípios da região da AMMOC, a própria associação de municípios, a ACIOC, o Sebrae, o Senai, o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), o Instituto Federal Catarinense (IFC), a Epagri e a Unoesc. Foi estruturado a partir de um projeto de pesquisa desenvolvido na Unoesc com Recursos da Fapesc e consiste em uma série de projetos que visam a formação de empreendedores, a criação de empreendimentos inovadores e o crescimento dos já existentes a partir da inovação, de modo a fortalecer especialmente os setores que foram considerados estratégicos para a economia da região: alimentos, engenharia biomédica, florestas renováveis, metal mecânico e energias renováveis.

Entre os projetos que já são executados estão a Pré-incubadora Tecnológica da Unoesc, reestruturada após a conclusão do projeto que deu origem ao Inovale, e a Incubadora de Luzerna, que é parceria e foi incorporada à iniciativa.

Início das atividades

De acordo com o professor Antonello, o início das atividades do Inovale consiste na organização da entidade mantenedora, a fundação CETEPI – que foi fundada pelo Sindicato das Indústrias do Setor Metal Mecânico de Luzerna, estava desativada desde o fechamento da Escola Técnica de Luzerna e teve seu estatuto alterado para manter o Polo de Inovação. A partir da organização dessa entidade, será possível receber o aporte de recursos dos parceiros da iniciativa, conforme era previsto no projeto e acordado com cada parceiro, e contratar a equipe executiva do Polo de Inovação, que será composta por um executivo e um assistente.

Também está prevista a realização de uma feira de inovação, prevista para o mês de outubro. Esse evento terá a participação de várias empresas pré-incubadas na Pré-Incubadora da Unoesc e na Incubadora de Luzerna e compreenderá um seminário com a presença de nomes reconhecidos nacionalmente na área da inovação.

Fonte: Bruna Santos de Andrade/Unoesc

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui