Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
15-08-2020 | 04:02
POLÍCIA17/03/2014 às 03:30

Perseguição policial com tiros durante a madrugada em Herval d´Oeste

Veículo fugiu da PM em Catanduvas e tentou atropelar policiais em duas barreiras em Joaçaba
Perseguição policial com tiros durante a madrugada em Herval d´Oeste
Foto:Rapaz foi detido na Rua José Bonifácio

Moradores da Rua José Bonifácio, centro em Herval d´Oeste, acordaram assustados por volta da 01h45min da madrugada desta segunda-feira (17), com o disparo de arma de fogo e o barulho de sirenes de quatro viaturas da Polícia Militar que perseguiam o veículo Pálio, placas MIZ-2267 de Vargem Bonita. A perseguição policial iniciou no município de Catanduvas após o veículo não acatar ordem da guarnição de serviço que tentou abordá-lo.

Cabo Ademir que comandou a operação, contou que F.G, 24 anos, empreendeu fuga em alta velocidade pela BR-282, sentido Joaçaba, chegou a entrar em uma estrada de chão próximo ao Presídio Regional, logo depois voltou para a BR. Duas viaturas do 26º BPM foram deslocadas para auxiliar no acompanhamento.  “Durante a fuga, o indivíduo jogou o veículo contra os policiais em duas barreiras, próximo ao CPJ e na Linha Santa Clara Baixa. No centro de Joaçaba ele fez várias manobras perigosas, ultrapassou sinal fechado e transitou na contramão até que foi abordado em Herval d´Oeste”, relatou Ademir, acrescentando que mesmo com um dos pneus dianteiros furado, o motorista só parou o carro após o disparo de arma de fogo. O pneu estourou depois que o Pálio colidiu contra o meio-fio na Rua José Bonifácio.

No veículo que cheirava a bebida alcoólica, a Polícia Militar encontrou apenas uma pequena quantidade de maconha escondida no forro do acento, o que não justifica a fuga desesperada do rapaz. Policiais comentaram que o veículo atingiu a velocidade de 180 km/h em alguns momentos da perseguição.

F.G foi preso em flagrante e conduzido à delegacia de Herval d´Oeste por direção perigosa e por dirigir sob efeito de álcool. De acordo com o delegado de plantão, Deydid Tranche Lima, a família recolheu a fiança arbitrada em três salários mínimos e o rapaz foi liberado.

Video
Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui