Apareceu aqui, virou notícia!
(49) 9111 4055
Previsão do Tempo
08-08-2020 | 01:01
CARNAVAL25/02/2020 às 18:00

Aliança reconquista título do Carnaval de Joaçaba

Aliança reconquista título do Carnaval de Joaçaba
Foto:Comemoração da verde e branco

“A campeã voltou!” Este foi o grito de comemoração dos integrantes da Aliança, que reconquistou o título do Carnaval de Joaçaba. A verde e branco sagrou-se campeã pela sétima vez ao conquistar 238,7 pontos, contra 237,3 da Acadêmicos do Grande Vale e 236,3 da Unidos do Herval. 

A apuração ocorreu na tarde desta terça-feira (25) na Arena Carnafolia, onde os integrantes das três escolas acompanharam nota por nota nos quesitos Alegorias, Bateria, Comissão de Frente, Enredo, Evolução, Fantasias, Mestre-Sala e Porta-Bandeira e Samba-Enredo. A Acadêmicos foi penalizada em seis décimos por extrapolar o tempo do desfile e por desfilar com o número menor na ala das baianas. A Unidos também foi penalizada em dois décimos por não cumprir o número exigido de baianas. A Aliança não sofreu penalização.

Com o enredo “O país do carnaval antes de Cabral”, a verde e branco levou para a Avenida do Samba 1200 componentes em 15 alas, cinco carros alegóricos e um quadripé para contar a história do Brasil que ninguém sabe, ninguém viu.

A escola apostou na saga pré-histórica do Brasil, que está sendo desenterrada por uma nova leva de estudos arqueológicos, que inclui metrópoles perdidas em plena Amazônia, redes de comércio vibrantes, grandes monumentos e tradições artísticas espetaculares, antes da chegada dos portugueses ao país.

O presidente da Aliança, Dihego Joe Müller, ficou satisfeito com as notas atribuídas a escola. “Foram notas coerentes, pois cada escola sabe onde errou. Estamos finalizando com chave de ouro, e agora é trabalhar para fortalecer o evento”, disse.

O carnavalesco da Acadêmicos, Jorge Zamoner, já aguardava punição por encontrar dificuldades no desfile do sábado. “A escola veio muito grande neste ano e pecamos na evolução, pois houve uma correria para passar na Avenida, que desestruturou nosso desfile”, avaliou. “Parabéns para a Aliança e vamos continuar fazendo um grande carnaval”, acrescentou.

Para o presidente da Unidos do Herval, Sérgio Giacometti, a notas mostram que a escola precisa evoluir em alguns quesitos. “Tivemos notas altas, mas perdermos vários décimos. Precisamos reavaliar para buscar um melhor resultado e repensar o carnaval. Uma escola que gasta R$ 300 mil não pode competir com a outra que gasta R$ 1 milhão”, justificou, ao parabenizar a campeã.

O presidente da Liesjho (Liga das Escolas de Samba de Joaçaba e Herval d´Oeste), César Junqueira, acredita que neste ano houve igualdade entre as escolas na Avenida. “Elas perderam notas com detalhes, o que mostra o equilíbrio da disputa. O carnaval de Joaçaba continua sendo um grande evento, mas precisamos repensá-lo. Temos que sentar com as escolas e decidir o que é melhor, se uma noite de desfile ou duas”, destacou.  

“Foi uma festa inesquecível”, definiu o prefeito Dioclésio Ragnini, ao parabenizar o trabalhando as escolas. No entanto, ele não acenou com aumento de recursos para o próximo ano. “O município faz o que pode. É interessante ter um evento para divulgar Joaçaba, mas temos outras responsabilidades. A verba de R$ 600 mil reais estará no orçamento para o próximo prefeito”.

Comentários
Publicidade Caitá Supermercados
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui